Image default
DICAS DE VIAGEM

COMO ECONOMIZAR PARA VIAJAR

Você deseja muito viajar, mas parece que nunca dá certo? Você tenta, tenta, mas no final do mês nunca consegue juntar dinheiro? Se você se identificou com isso que acabei de escrever, esse post foi feito para você! Você vai ver que, é sim possível economizar para viajar!

Elaborei uma lista de pequenas dicas diárias que eu TENTO seguir (confesso que nem sempre consigo hahaha ):


1 – SER MENOS CONSUMISTA

Vamos começar pelo óbvio, TENTAR SER MAIS CONSCIENTE nos gastos de modo geral.

Você está passeando e de repente vê algo na vitrine que gostou muito…

Primeiro se pergunte se você realmente precisa daquilo, segundo se vai usar uma quantidade de vezes que justifique aquele gasto, e terceiro se você já não tem algo parecido com aquilo em casa. Nesse ponto é importante ser sincero consigo mesmo, e tentar não ficar arrumando justificativa para cada gasto.

E isso se aplica a tudo, não só a coisas consideradas supérfluas, como, por exemplo: você está na rua e decide comprar água para tomar, o que custa aí em média de R$2,00 a R$3,00 reais, sendo que você já está indo para casa e em questão de minutos terá a mesma água para beber sem ter que gastar nada a mais com isso. Parece exagero? Eu sei que sim. Mas não é o fato de ser um valor irrisório, se concentre unicamente em deixar de ter gastos que simplesmente são desnecessários.

Veja que não estou dizendo para você passar sede ou algo do tipo, apenas ter mais consciência nos gastos diários que passam despercebidos.


2 – COMPRE EM MERCADOS MAIS BARATOS OU FEIRAS

Gastamos em mercado todo mês, uma boa parte da nossa renda, então tentar economizar nessa hora é uma ótima opção!

Sabemos que existem vários tipos de mercados, e quanto mais modernizados e “gourmetizados“, mais caros. Concentre-se em fazer suas compras em mercados considerados atacadistas que geralmente possuem um valor bem abaixo e até mesmo, a comprar frutas e verduras em feiras locais, de pequenos produtores.


3 – EVITE FAZER COMPRAS PARCELADAS

Eu sei que o cartão de crédito parece tentador, e para quem faz uso consciente o programa de milhas inclusive é uma ótima opção! Mas se você ainda não tem total controle sobre sua vida financeira, se concentre em gastar apenas o que tem, e para isso a opção “débito” é a melhor escolha.

Se você ainda não tem dinheiro suficiente para comprar determinada coisa, espera! Foca na sua viagem, e deixa para comprar só se realmente for necessário e se tiver todo o dinheiro para isso!


4 – EVITE RESTAURANTES

Eu sei que ir a restaurantes e comer bem é uma coisa que agrada a 99,99% da população, mas também é possível comer bem em casa!

Faça sempre contas na sua cabeça, pegue o valor que você gastaria para comer em um restaurante e calcule o quanto você poderia comprar com isso no mercado, aposto que logo você chegaria a conclusão de que comer fora é MUITO CARO.

Cuidado redobrado com aplicativos de entrega do tipo Ifood, que além de ser muito simples a compra – o que induz um consumo inconsciente ainda maior – inclui um valor a mais pela entrega. Não caia nessa armadilha!


5 – USE FORMAS MAIS INTELIGENTES DE SE LOCOMOVER

Eu sei que ter carro é super prático, mas nem sempre pode ser uma boa ideia.

Se na sua cidade possui transporte público, por que não utilizá-lo? Eu percebo que no Brasil ainda existe um certo tipo de preconceito quanto à isso, mas em países mais desenvolvidos até pessoas de alta classe social o utilizam.

Até porque, muitas vezes o uso do metrô, por exemplo, pode ser muito mais rápido do que o uso de automóveis, principalmente em horários de pico.

Outra opção pode ser dividir o carro (e combustível) com algum colega de trabalho que more perto de você ou no caminho do trabalho.

O MEIO AMBIENTE AGRADECE!


6 – ESTACIONE NA RUA

Você pensou e pensou, mas não existe outro jeito, você ainda vai utilizar o próprio carro. OK!

Não gaste com estacionamentos privados, estacione seu carro na rua, afinal é para isso que você paga seguro! Você verá que no final do mês isso reduzirá em um valor significativo seus gastos com o carro.


7 – VENDA O QUE NÃO USA MAIS

Não seja um acumulador… Isso é tão feio! Hahaha

Não usa mais? Venda! Existem vários sites de desapego como OLX, ou mesmo o Mercado Livre.

Você acabará fazendo um bem redobrado para si mesmo, se livrará de coisas o que o deixará com mais espaço em casa e ainda terá um dinheirinho extra.

Lembre-se que é algo que você não usa mais, então é melhor vender barato do que deixar em casa só juntando poeira, no começo pode ser difícil, mas depois você verá como é libertador.


8 – DÊ BANHO NO PET EM CASA

Você tem seu pet e por comodidade sempre manda ele no pet shop para aquele banho que ele merece! Muito válido o gasto, afinal queremos o melhor para os nossos bichinhos!

Mas será que é mesmo a melhor opção? Você tirar um tempinho para dar banho nele pode fazer tão bem para ele quanto para você. Estudos comprovam que passar tempo de qualidade com nossos animais fazem bem para nosso psicológico… E PARA NOSSO BOLSO. Repense sobre isso.


9 – SEMPRE PEÇA DESCONTOS

Vou confessar para vocês que aqui no Chile isso não é uma prática muito comum e que muitos chilenos não gostam disso, mas no Brasil o assunto é outro!

É sempre bom dar aquela “choradinha“, ainda mais quando se tratar de compras de valor considerável e mais ainda quando for pagamento à vista. Não tenha vergonha, de pouquinho em pouquinho no final das contas a economia fará sua viagem sair do papel.

Natal gera mais descontos que Black Friday, diz estudo

10 – FAÇA CÁLCULOS MENTAIS O TEMPO INTEIRO

Eu sempre faço comparações e penso em melhores maneiras de gastar o meu dinheiro, como, por exemplo:

Fui almoçar e paguei R$15,00 pelo meu almoço e o suco natural estava R$8,00.

Meu primeiro pensamento foi “porque eu vou pagar mais da metade do valor do meu almoço num suco sendo que, é um complementos pouco importante?”. Pensando assim eu sempre opto por beber água ou até mesmo não beber nada.

Pensei em comprar o ingresso de uma festa e lembrei que com aquele mesmo valor eu compraria aquele tênis que eu tanto queria, e que vai durar um bom tempo comigo, ao contrário da festa que provavelmente no outro dia só trará ressaca e dor de cabeça.

Esses são apenas dois exemplos de vários tipos de comparações que eu faço diariamente, podem parecer bestas ou exagerados, mas que no final trazem um bom retorno.


Você pode tentar seguir uma ou todas essas dicas que acabei de listar, mas no final tudo se resume em ser um pouco mais consciente, menos impulsivo e ter um pouquinho de cautela antes de ir tirando o dinheiro da carteira! 🙂

Continue no blog, tenho muitas dicas pra vocês.

Beijoooos <3

Posts que podem te interessar :)

20 APPS QUE TODO VIAJANTE PRECISA TER

hevelinebe

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: